Ótimos títulos

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Que em 2010...


"Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai à tua alma." (3ª João 2)

Em 2010 desejo...

... que as bocas dos falsos profetas se calem, e os que desejam ouvi-los se confundam, se arrependam e se voltem para a verdadeira Palavra de Deus.

... que os falsos apóstolos, pastores e profetas desçam do seu pedestal, distribuam suas riquezas aos humildes, pobres e desamparados, fazendo o bem a todos, construindo hospitais, escolas, asilos, orfanatos e casas para habitação.

... que os pastores procurem pregar, expositivamente, a palavra da verdade, sem acresentar nada ao que já lhes foi dado.

... que os crentes sejam mais bereanos, lendo a Bíblia todos os dias, se reunindo sempre para aprender mais de Deus, orando e salmodiando no coração.

... que os cristãos continuem a denunciar os abusos, desvios e corrupção dentro da igreja, tanto os praticados pela liderança como pelos liderados.

... que a leitura da Bíblia seja obrigatória durante todo o culto, reuniões, retiros e congressos, e não somente versículos isolados que satisfazem o ego dos pregadores e ouvintes.

... que os cristãos sejam fortalecidos na sã doutrina, praticando a palavra, não somente lendo, permanecendo firmes na fé que uma vez por todas foi entregue aos santos.

... que Cristo seja o início, o meio e o fim em todas as áreas da nossa vida.

... que Cristo derrame do Seu Espírito Santo sobre todos os cristãos, a fim de que sejam testemunhas fiéis, no trato, no amor, na fé e na pureza.

... que Cristo seja tudo em todos.

... que todos tenham um feliz 2010.

Abraços...

Fernando

sábado, 26 de dezembro de 2009

Povo que acredita em tudo o que ouve!

O Que me Faz Viver (Sérgio Pimenta - Vencedores por Cristo)

O que me faz viver é tão intenso
Que até me perco se explicar
O que me faz viver é tão profundo
Mas me vê no mundo, o singular

O que me faz viver vai além da lógica
É maior do que a amplitude cósmica
Que o meu pensar

O que me faz viver eu sei, é isto
De Jesus, o Cristo, o amar


Sérgio Pimenta escreveu esta canção quando estava seriamente comprometido com o câncer. Somente quem sofre sabe o que é padecer! Mas abaixo... fico sem palavras...


Acredite quem quiser, prefiro que este playboyzinho gospel prove fazendo de novo na minha frente... aí sim, eu vou acreditar nele!


No Poder do Teu amor

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Parabéns aos trouxas!


"Se alguém ensina alguma doutrina diversa, e não se conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, injúrias, suspeitas maliciosas, disputas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade é fonte de lucro; e, de fato, é grande fonte de lucro a piedade com o contentamento. Porque nada trouxemos para este mundo, e nada podemos daqui levar; tendo, porém, alimento e vestuário, estaremos com isso contentes. Mas os que querem tornar-se ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, as quais submergem os homens na ruína e na perdição. Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão." (1 Timóteo 6:3-11)

Parabéns aos trouxas que se deixaram roubar em R$ 900,00. O Excelentíssimo Sr. Silas Malafaia conseguiu comprar o seu tão sonhado aviãozinho!

Pois é... num país onde a grande maioria pena para conseguir o seu tão sonhado barraquinho, um homem que promete bênçãos do céu resolve satisfazer unicamente o seu umbigo.

Vergonha das vergonhas... Por que será que este mesmo "pastor" não abençoou com seus bens e com sua polpuda conta corrente os milhares de pobres que foram induzidos a lhe ofertarem os novecentos reais por uma Bíblia que não podia custar mais do que R$ 30,00?

Recuso-me a chamá-lo pastor. Recuso-me a chamá-lo homem de Deus. Recuso-me a chamá-lo de ungido do Senhor. Porque isso tudo ele não é. Não passa de mais um aproveitador da falta de instrução dos seus clientes, digo, ouvintes...

Ah, meu Deus!!! Estou tão indignado com estes homens que falsificaram a tua pura palavra, a tua pura doutrina e o teu puro evangelho... Proteje, Senhor, o teu, o teu próprio rebanho destes lobos vorazes e famintos que os espoliam, roubando até mesmo a roupa do corpo, deixando-os sem nada.

Vamos abrir os olhos, povo de Deus... Leiam mais a Bíblia!!!

Abraços de um indignado servo de Deus!

Fernando

Nota:

A imagem utilizada é do King Air 350, modelo comprado por RR Soares, Renê Terra Nova e Samuel Câmara. Este modelo está avaliado em 6 milhoes de dólares. O avião do Silas Malafaia custa o triplo do King Air 350. Como podemos ver, a tal bíblia da unção financeira funciono muito bem para o pastor.

Mais notícias sobre o mesmo assunto:

http://bereiano.blogspot.com/2009/12/silas-malafaia-compra-aviao-de-12.html

http://www.genizahvirtual.com/2009/12/malafaia-compra-aviao-de-12-milhoes-de.html

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Qual a sua motivação como Cristão?


"Para conhecê-lo, e o poder da sua ressurreição e a participação dos seus sofrimentos, conformando-me a ele na sua morte, para ver se de algum modo posso chegar à ressurreição dentre os mortos. Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas vou prosseguindo, para ver se poderei alcançar aquilo para o que fui também alcançado por Cristo Jesus." (Filipenses 3:10-12).

Qual a sua motivação como Cristão? Faço esta pergunta porque vejo que muitos daqueles com quem cresci na fé, já não andam mais conforme a doutrina que lhes fora ensinada.

Tendo comichões nos ouvidos, desviaram-se como crianças atrás de todo vento de doutrina que os homens criaram e passaram a ensinar nos últimos dias.

Confesso que já fui arrastado por estas novas doutrinas. Também tinha perdido a motivação inicial, abraçando os modismos. Pois, segundo se dizia, a igreja tradicional está parada no tempo e o Senhor está derramando novos moveres e novas unções.


Como sou um viciado em leitura, a Bíblia me manteve preso à origem. Todos os dias, lendo, descubro mais e mais acerca de Deus do que o conheceria através das "experiências sobrenaturais" que certos irmãos tem experimentado.

Minha motivação como Cristão não é ficar rico aqui e agora. Não é ser curado da minha surdez (falarei sobre isso em outro post), afinal a minha audição espiritual é mais útil do que a carnal, mesmo se a tivesse.


Minha motivação como Cristão também não é ser um líder sobre outras pessoas. Não fui chamado para isso, mas fui chamado para servir. Nem para ser alguém famoso, nem um político, nem um grande homem de Deus.

Minha real motivação como Cristão é ser conformado à semelhança de Cristo, participar dos seus sofrimentos na carne, a fim de chegar à ressurreição dentre os mortos, que é a verdadeira glória e coroa pela qual todo Cristão verdadeiro deveria almejar.

Um lembrete a todos: Jesus está voltando, prepara-te para te encontrares com ele!

Abraços.

Fernando

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Anátema


"Estou admirado de que tão depressa estejais desertando daquele que vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho, o qual não é outro; senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema. Como antes temos dito, assim agora novamente o digo: Se alguém vos pregar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema." (Gálatas 1:6-9)

Seja anátema todo aquele que prega o evangelho da prosperidade.
Seja anátema todo aquele que prega o evangelho da auto ajuda.
Seja anátema todo aquele que prega o evangelho reteté.
Seja anátema todo aquele que prega o evangelho do egoísmo.
Seja anátema todo aquele que prega o evangelho segundo mamon.

Seja anátema o profeta que conta a seu próximo o seu sonho dizendo que veio de Deus.

Seja anátema o apóstolo que se unge a si mesmo.
Seja anátema o pastor que se desvia da sã doutrina e ensina heresias ao rebanho.
Seja anátema o líder que guia os pobres discípulos em direção ao abismo.
Seja anátema o discípulo que aceita cegamente tudo o que o seu lider diz, sem questionar.

Bem aventurado todo aquele que prega o verdadeiro evangelho do Senhor Jesus e põe em prática as suas palavras.

Bem aventurado são aqueles que, em vez de aceitar tudo cegamente, consultam a palavra, para ver se de fato é assim.


Leia sempre a Bíblia. Ela é o guia prático que todo cristão deve ter em mãos, a fim de não ser enganado pelos lobos travestidos de ovelhas.


Fernando

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Falsa Prosperidade


Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a sua esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que nos concede abundantemente todas as coisas para delas gozarmos; que pratiquem o bem, que se enriqueçam de boas obras, que sejam liberais e generosos, entesourando para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a verdadeira vida. (1 Timóteo, 6:17-19)

Quando assisto às pregações na tela da minha TV, salvo raras exceções, tudo gira em torno do dinheiro. Argumentam-se de que Deus nos recompensará cem vezes mais (alguns inflacionam) se dermos determinado valor.

Alegam que é para ajudar a obra de Deus, mesmo que a conta divulgada seja da própria igreja, ministério, ou ainda do próprio pregador. Eu até ajudaria se houvesse provas concretas de que é a obra de Deus realmente que estou ajudando.

Mas não é.


Por que o dinheiro arrecadado não vai para os missionários que padecem fome, perseguições, prisões nos países muçulmanos, no leste asiático e na África? Não há notícias de que a obra de Deus esteja sendo ajudada. Mas tenho notícias de que certo pastor comprou um jatinho para uso próprio, outro passa suas férias em lugares paradisíacos com diárias que ultrapassam a casa dos milhares, outros constroem mansões para exibir sua falsa prosperidade, e ainda outros usam as ofertas dos fiéis para comprar horários na TV, a fim de arrancar mais dinheiro.

Haja dízimo que os sustentem.

A passagem de 1Timóteo acima ilustra o modo de vida que estes supostos ungidos de Deus deviam viver. Deviam ser generosos, distruibuindo sua riqueza entre os que nada tem, ajudando os missionários que passam dificuldades, igrejas que precisam se manter em pé, construindo escolas, hospitais, orfanatos, asilos, sempre fazendo o bem, pois a verdadeira prosperidade não está neste mundo, mas na vida do porvir.

É minha humilde opinião!

Fernando

sábado, 28 de novembro de 2009

A Diferença


"Bem aventurado o homem que suporta a provação, porque, depois de aprovado, receberá a coroa da vida, que o Senhor prometeu aos que o amam. Ninguém, sendo tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele a ninguém tenta. Cada um, porém, é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência; então, a concupiscência, havendo concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte." (Tiago 1:12-15)

As provas vem de Deus. Ele as coloca nos nossos caminhos para que possamos enfrentá-las e para que nossa fé cresça e sejamos, por ele, aprovados.

As provas podem ser a perda de um ente querido, doenças, desemprego, acidentes, assaltos, dificuldades no casamento ou o fim dele e outras coisas mais que nos levam a refletir, colocando-nos de joelhos, a fim de que dependamos mais de Deus para nosso crescimento espiritual.

As provas, na verdade são duras. O Senhor prova nossos corações a fim de ver se permaneceremos fiéis ou não a ele.

Já as tentações, o inimigo semeia diante de nós, a fim de que nós nos desviemos do caminho reto e estreito, com coisas que atraem nossos olhos, provocando o enfraquecimento da nossa fé e, consequentemente, a nossa morte espiritual.

As tentações podem ser um doce apetitoso numa vitrine, uma carteira recheada de dinheiro "esquecida" no bolso de alguém, a mulher linda de morrer do vizinho, a adolescente que visita sua filha enquanto sua mulher trabalha fora, site pornográfico na internet, programas de televisão com cenas picantes e, a pior delas: abrir uma igreja a fim de se enriquecer da fé alheia, sob o argumento de que recebeu uma visão de Deus.
Resumindo, as provações são amargas ao passo que as tentações são doces!

Senhor, livra-nos das tentações e manda nos as provações!

Fernando

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Antecipando o Natal

Créditos da Imagem: amigosvoluntarios.wordpress.com

"Disse-lhes mais: Ide, comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai porções aos que não tem nada preparado para si; porque este dia é consagrado ao nosso Senhor. Portanto, não vos entristeçais, pois a alegria do Senhor é a vossa força" (Neemias 8:10).

Está chegando o Natal. uma festa que de cristã não tem nada, mas tem tudo a ver com a comilança, beberrança, fartança, egoismo e ociosidade.
Não adianta dizer que Cristo nasceu neste dia, porque não foi. Não há registros sobre isso e a Bíblia e a História já contradizem.

Mas, podemos fazer algo genuinamente cristão neste dia. Nestes dias que antecedem o natal, lotamos os shoppings, lojas e supermercados em busca de algo que satisfaçam nossos prazeres.

Podemos, neste dia, nos lembrar das pessoas que moram debaixo da ponte, nas favelas e nas ruas sob papelão. Podemos dar-lhes um motivo para que se alegrem conosco, tenham esperanças e que saibam que não é só dos ricos que Deus se agrada.

Não precisamos passar fome, nada vai nos faltar. Podemos lhes levar pelo menos uma cesta básica, roupas novas, convidá-los a almoçar em nossas casas, ou mesmo na igreja. Que mal faria isso?

Se somos membros de Cristo, devemos nos estender aos que nada tem e não podem convidar os outros.

Seguem as palavras de Cristo aos seus discípulos:

"Disse também ao que o havia convidado: Quando deres um jantar, ou uma ceia, não convides teus amigos, nem teus irmãos, nem teus parentes, nem os vizinhos ricos, para que não suceda que também eles te tornem a convidar e te seja isso retribuído. Mas quando deres um banquete, convida os pobres, os aleijados, os mancos e os cegos; e serás bem aventurado; porque eles não tem com que te retribuir; pois retribuído te será na ressurreição dos justos" (Lucas 14:12-14).

Portanto, temos um mês para pensar a respeito!

Abraços...

Fernando

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Você chama isso de evangelho?


Na minha leitura diária de hoje, Atos 1-5 mostra a verdadeira pregação do evangelho, da qual nos esquecemos hoje em dia.

Pedro se levanta no meio de escanecedores e expõe a palavra de Deus na sua essência, sem rodeios, sem fórmulas mágicas, sem acréscimos da auto ajuda, sem psicologia, mas somente a palavra, fazendo com que, primeiramente, se convertessem "quase" três mil almas, e mais uns dias depois, outras cinco mil.

Simplesmente pregando o evangelho como ele é. Exortando o povo a que se arrependesse dos seus pecados e se libertassem daquela geração perversa.

Hoje, em qualquer igreja se ouve algo parecendo com isso: "Hoje sua vida vai mudar", "sete, doze, vinte (ou quantos mais) passos para conquistar a prosperidade", "Como ser feliz", "Como exigir seus direitos" e outros chavões que os gurus da auto ajuda utilizam para prender a atenção dos ouvintes.

Algumas pessoas me dizem que se a igreja que prega este (falso) evangelho está lotada, é evidente que há frutos sendo colhidos.

Mas eu pergunto: é esse o evangelho do reino de Deus? Se a igreja está cheia, evidentemente que não é o evangelho de Cristo que está sendo pregado. Ora, se a igreja está cheia, é apenas uma multidão que vai lá só para massagear o seu ego e não para se converterem dos seus pecados.

O falso evangelho pregado hoje nos leva a misturar à geração perversa, e não para nos livrar dela. Por isso há tanta coisa errada sendo praticada, como o comércio da fé, por exemplo, a disputa por quem enche mais o templo, a ostentação de títulos eclesiásticos, a concorrência entre as editoras, gravadoras e as próprias igrejas.

Entre uma e outra, prefiro a pregação de Pedro, dois mil anos atrás, que ainda dá frutos verdadeiros se fosse pregado hoje!

Abraços!!!

Fernando

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Não sou evangélico, sabia?

Créditos da Imagem: www.camacarifm.com.br


Não sou evangélico... sabe porque?

Porque a palavra "evangélico" não tem mais nada a ver com os evangélicos de uns tempos atrás.

"Evangélico" hoje é todo aquele que frequenta a igreja, ouve a pregação, não se converte e continua fazendo o que sempre gostou de fazer.

"Evangélico" é aquele artista que, para não sair de evidência, resolve participar dos cultos, gravar uns CDzinhos com algumas "músicas gospel" e continuar notícia.

"Evangélico" é aquele que entra na igreja só para paquerar as meninas também "evangélicas", quando se está sozinho.

"Evangélico" é a denominação que a mídia secular dá quando alguma pessoa, famosa ou não, comete escândalo de pequena ou grande proporção.

"Evangélico" é todo aquele que é crente, seja em Deus, seja nos falsos profetas, seja nos falsos apóstolos. Afinal, crente até o Diabo é!

Sou o que, então?

Dizia, pois, Jesus aos judeus que nele creram: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sois meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. (João 8:31, 32).

É melhor ser discípulo de Cristo. O discípulo tem mais intimidade com o Mestre. Acompanha o Mestre, segue o Mestre, faz o que o Mestre faz, e, acima de tudo, obedece ao Mestre.

"Evangélico" virou moda que logo passará.

O discípulo permanece para sempre.

Abraços!!!

Fernando

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Eles estão entre nós!


"Outra parábola lhes propôs, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao grão de mostarda que um homem tomou e semeou no seu campo. Embora seja a mais pequena de todas as sementes, contudo, quando cresce, é maior do que as hortaliças, e se transforma em árvore, de sorte que vem as aves do céu e se aninham nos seus ramos" (Matgeus 13:31-32).

A moda hoje é a "Saga Crepúsculo". A série de livros escritos por Stephenie Meyer, que já vendeu no mundo todo seus 50 milhões de livros. A propaganda não cansa de dizer: "Eles estão entre nós", como se fosse verdade.

Estou lendo o primeiro livro da série, e estou gostando. Nada assustador, pois sei o que estou lendo, sei o que é verdade ou mentira, sei que é pura ficção.

"Eles estão entre nós", pode ser verdade quando se aplica ao crescimento da igreja. As aves do céu representam os demônios que se aninharam nos galhos da árvore (igreja), trazendo junto seus problemas.

Eles estão entre nós: os falsos mestres, os falsos profetas, as falsas doutrinas, os falsos crentes, os lobos travestidos de ovelhas...

Para que a igreja cresça sadia, devemos incentivar conversão dos novos crentes, discipulando-os, doutrinando-os na leitura constante da Palavra de Deus, e a importância da oração, para que não sejamos enganados pelos falsos ensinos dos demônios que estão entre nós.

Abraços!!!

Fernando

sábado, 7 de novembro de 2009

Eu não sigo após tolos!


Tive uma grata surpresa esta manhã enquanto assistia ao programa Verdade e Vida, apresentado pelo Rev. Hernandes Dias Lopes, pela Rede TV.

Alguns dias atrás, no mesmo canal, durante as outras programações religiosas, minha tv estava sendo bombardeada insistentemente com a propaganda do Congresso Internacional Avivamento Total 2009, onde alguns nomes não muito bem visto no meio evangélico, como o "Paipóstolo" Renê Terra Nova, apareciam como preletores convidados e, inclusive, o do Rev. Hernandes.

Fiquei preocupado com isso. Achei que um dos verdadeiros e raros homens de Deus estava se bandeando para o lado dos destruidores do evangelho de Cristo. A pregação do Rev. Hernandes é muito diferente daquele evangelho falso que os demais convidados pregam.

Hoje dou meus parabéns ao homem de Deus, Rev. Hernandes, pela coragem de desmascará-los por tentarem usar seu nome sem sua permissão e sem consultá-lo.

Rev. Hernandes, Deus há de te usar cada vez mais na propagação do verdadeiro evangelho. Todo sábado assisto seu programa com muita atenção. Sou muito edificado com suas palavras, apesar de não poder ouvi-lo, já que sou PDA, mas as palavras de um verdadeiro homem de Deus penetram fundo no meu coração.

Deus te abençoe, e continue servindo-O com todo o seu coração.

Fernando

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Difícil acreditar!


Irmãos

Está cada vez mais difícil acreditar. O que fizeram com a nossa música cristã? Onde está o conteúdo genuinamente cristão? Onde está o genuíno louvor a Deus? Onde está a verdadeira adoração?

O que estamos ouvindo hoje tocando em nossas igrejas realmente toca no coração de Deus? Aquela música que cantaríamos para nossa namorada, namorado, esposa ou esposo deve ser cantada também para Deus?

Devo dizer para Deus os mesmos sentimentos que eu sentiria por uma mulher? Devo desejar a Deus com os mesmos desejos com que desejaria uma mulher? Onde estaria o respeito e o temor a Deus nas músicas contemporâneas que chamamos louvor?

Difícil de acreditar. Nossas "músicas" estão cada vez mais mundanas. Nossas "músicas" perderam o sentido cristão de ser. Nossas "músicas" foram feitas para agradar o mercado gospel, e não mais para louvar e adorar a Deus.

Estou com saudades daquele tempo em que nos reuníamos para adorar a Deus ao som do violão, com músicas com conteúdo, com músicas que realmente tocavam o coração do Altíssimo.

Felizmente, ainda há algumas igrejas nas quais Deus conservou um povo que não dobrou os joelhos a Baal e onde os sacrífícios são os frutos dos lábios que confessam o Seu nome!

Faço parte desses poucos!

"Vivamos o dia de hoje como se Cristo voltasse amanhã"

Fernando

Agora Vejo - Vencedores por Cristo


Composição: Gulherme Kerr Neto

Passando Jesus e os discípulos pelo caminho
Olhou para um homem
Um cego sentado sozinho
De quem é a culpa, Senhor?
Foi ele ou seu pai quem pecou?
O que é que nos leva a sofrer,
tanta aflição padecer?
e a razão desta dor conhecer?

Então respondendo Jesus
disse: Eu sou a luz
Melhor trabalhar sendo dia
Eis que a noite vem.
Da sua saliva tomou
Com terra da qual misturou
Aos olhos do cego estendeu a mão
Fugindo-lhe a escuridão
Fez brilhar clara luz
Novo dia.

Quem ele era, eu não sei
Cumpriu meu maior desejo.
E nem Seu nome posso dizer
Só sei que agora vejo

Quem ele era, eu não sei
Cumpriu meu maior desejo.
E nem Seu nome posso dizer
Só sei que agora vejo

Quem ele era, eu não sei
Cumpriu meu maior desejo.
E nem Seu nome posso dizer
Só sei que agora vejo

domingo, 25 de outubro de 2009

De que lado estamos?


"Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém, eu e a minha casa serviremos ao Senhor" (Josué 24:15).

Vamos servir ao "Jesus" que está pendurado na parede, ou à "santa padroeira", ou aos "santos do dia", ou ao verdadeiro Senhor Jesus, Salvador, Redendor, que está assentado à direita do trono de Deus?

"Então Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o, e se baal, segui-o. Porém o povo nada lhe respondeu" (1 Reis 18:21).

Continuamos divididos entre dois pensamentos: a qual dos dois servir? Qual dos dois é verdadeiro? Qual dos dois é digno se der adorado?

"Nenhum servo pode servir a dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro, ou há de chegar a um e desprezar o outro. Não podeis servir na Deus e a Mamon" (Lucas 16:13).

Mamom, nas palavras de Jesus, também significa "riquezas". Hoje estamos mais que divididos, estamos tentando servir aos dois ao mesmo tempo. Servimos a Deus na esperança de adquirirmos riquezas. Se não adquirirmos riquezas, nem a Deus serviremos. Então, de que lado deveríamos ficar?

Mas eu e minha casa serviremos a Deus, apesar da pobreza, apesar da doença, apesar das dificuldades e apesar de tudo!

Porque Deus é a minha maior riqueza.

Abraços calorosos!

Fernando

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Será?


Mais um capítulo da história final da humanidade!

"Governo russo está estudando endurecimento de lei sobre religiões de 1997. Deseja proibir qualquer atividade missionária não autorizada." (torpedo recebido via celular)

Toda lei contrária ao mandamento de Deus cairá por terra. Quando Deus ordena uma coisa, seus agentes devem cumpri-la.

E devemos cumprir, sabendo que a Lei de Deus é pura, perfeita e agradável. Visa o bem estar da humanidade e não o seu mal. Se a Russia, ou qualquer país, quiser proibir a evangelização de seu povo, vai se dar mal.

Deus tem um plano de salvação para toda a humanidade. Basta ler a Bíblia para ver como foi e o que acontece quando o povo lhe obedece e quando não obedece. Não tem meio termo.

A escolha é de cada um, as consequencias dessa escolha também.

É mais um sinal da vinda do Senhor Jesus!

Abraços!

Fernando

sábado, 17 de outubro de 2009

O Evangelho da Exclusão


Nesses dias estive pensando em muitas coisas que foram deixadas de lado pela igreja evangélica. Uma delas é a mais gritante de todas: o amor ao próximo.

O próximo, na Bíblia, não significa apenas a pessoa que está ao nosso lado, mas também aquela que está longe, e sofre as mesmas mazelas do pecado que nós sofremos. Aquela pessoa que não tem o que vestir, não tem o que comer, não tem para onde ir, não tem quem a ouça.

O próximo é aquela pessoa que está dormindo na praça, debaixo de jornais para se aquecer do frio. Aquela pessoa que está sentada na calçada pedindo apenas uns míseros trocados para que possa ter o que comer até o fim do dia.

E a igreja evangélica, ao contrário do que Jesus ensinou, passa de largo como os sacerdotes e escribas daquele tempo. A igreja evangélica tem vergonha de ser comparada ao bom samaritano da parábola de Jesus.

Os espíritas e católicos têm orfanatos e asilos para cuidar das crianças e idosos. Quantas igrejas evangélicas fazem a mesma coisa? Dá para contar em apenas um dedo da mão as igrejas que fazem isso.

Tive notícia de que a igreja arrecada mais de um bilhão de reais em dízimos. Mas o que se faz com esse dinheiro arrecadado? Constrói escolas, orfanatos e asilos? Se constróem, precisam ser pagos para que as pessoas possam utilizar-se deles. E onde fica o "amor ao próximo"? Até agora não tenho notícias de que alguma igreja tenha feito estas coisas. Mas tenho notícias de que foram construídos mais novos "mega-templos".

"Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus" (Mateus 5:20)

Parafraseando, se a nossa justiça não exceder a dos espíritas e católicos, de modo nenhum entraremos nos reinos dos céus.

Abraços calorosos

Fernando

domingo, 11 de outubro de 2009

Morris Cerullo e a repreensão dos profetas


Pr. Airton Evangelista da Costa

João Batista – Morris Cerullo, eu e o profeta Elizeu vimos da parte do Senhor para uma conversa. Que todos tomem conhecimento. Proferiste mentiras em nome do Senhor, ao prometer uma unção financeira aos que contribuíssem com R$900,00 para o ministério de Silas Malafaia.

Morris Cerullo – Gostaria de dizer...

João Batista – Cala a tua boca. Foste chamado para ouvir e não para dar explicações. Deus viu tudo, acompanhou tudo, ouviu tudo. Assim como eu disse publicamente ao rei Herodes - “não te é lícito possuir a mulher de teu irmão” -, digo que não te é lícito falar o que o Senhor não mandou. As Escrituras dizem: “Sou contra esses profetas, diz o Senhor, que pregam a sua própria palavra, que profetizam sonhos mentirosos e os contam, e com as suas mentiras e leviandades fazem errar o meu povo; eu não os enviei, nem lhes dei ordem; e também proveito nenhum trouxeram a este povo, diz o Senhor” (Jr 23.32).

Profeta Elizeu – Também vim da parte do Senhor para te repreender. Cerullo, não venda a tua alma por um punhado de dólares. Que o teu ministério seja moralmente íntegro. Pelo menos, espelha-te no meu exemplo. Por causa de sua cura, Naamã insistiu em me favorecer com uma rica oferta em ouro e prata, mas rejeitei prontamente (2 Rs 5). Não quis profanar o templo de minha consciência. Cerullo, Deus supre as necessidades dos santos. Não prossigas com essa negociata de vender unção. Há uma injustiça na sua profecia. Os pobres não podem receber a “sua” unção financeira. No Brasil, milhões de justos não podem dispor de novecentos reais. Somente os abastados seriam beneficiados. Nenhuma unção receberiam os demais. Essa não é a justiça de Deus.

João Batista – Digo-te da parte do Senhor que desças com urgência à casa do Oleiro. Ele te amassará para extrair de ti reflexão e arrependimento, e para tirar a soberba do teu coração. O Senhor castiga e repreende aqueles a quem ama. Recebe com humildade a repreensão divina e NUNCA MAIS fale aquilo que o Senhor não te ordenou.

07.10.2009

www.palavradaverdade.com

Nota: Evidente que se trata de uma ficção, mas tem a finalidade de expor a inaceitável proposta de receber unção financeira mediante prévio pagamento.

sábado, 10 de outubro de 2009

Sou um viciado!


Hoje vou apenas contar o meu vício. Vício é uma palavra negativa em muios aspectos. Nada de bom vem à mente das pessoas quando se fala em vícios.

Alguns tem o vício das drogas, outros tem o vício do álcool, outros do cigarro, do chiclete, de roer as unhas, de brigar, de ver televisão, de xingar as pessoas, de jogar no computador, de bater papo no computador, de fofocar, de roubar, etc...

Só coisa ruim, não é mesmo? Eu também sou um viciado! Quer saber qual é o meu vício? Vou contar, talvez você não vá gostar.

O que você está fazendo? Exatamente o que eu gosto de fazer. Ainda não descobriu? Bem, pergunto de novo: o que você está fazendo exatamente neste momento?

É simples. Eu não gosto de drogas, de bebidas alcoólicas, de cigarro, de jogos no computador, de fofocas, e de nenhuma dos vícios da lista acima e alguns outras que, por esquecimento, deixei de mencionar.

É um vício saudável. Aquele que as pessoas nem mesmo gostam, apesar de ser bom e agradável. A gente aprende muito quando tem esse vício. Por isso a maioria dos brasileiros não sabe quase nada por não ter este vício.

Esse vício é o da leitura.

Sou um viciado em leitura. Leio três livros por mês. Não só evangélicos, mas de todo tipo, ficção, romances, poesias. Leio meus e-mails, notícias, estudos bíblicos, três capítulos diários da Bíblia antes de dormir.

Aprendi tantas coisas com este vício. E continuo aprendendo.

Hoje eu comprei mais dois livros para minha coleção de mais ou menos 300 livros. Salvei outros tantos estudos bíblicos para imprimir a fim de ler em outros momentos.

Gostaria muito que o povo brasileiro começasse a gostar de ler, pois só o hábito da leitura lhe trará mais conhecimento.

E, quando começar a gostar de ler, também se interessará em ler a Bíblia quando quiserem saber mais de Deus e de seu filho Jesus.

Abraços do viciado em leitura...

Fernando

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Um mundo maravilhoso!


Quando li, sentado no sofá da minha sala, a passagem de Zacarias 8:4,5, que diz: "Assim diz o Senhor dos Exércitos: ainda nas praças de Jerusalém habitarão velhos e velhas; levando cada um, na mão, o seu bordão, por causa da sua muita idade. E as ruas da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão.", logo me veio ao coração imagens de um tempo que já não se repetirá mais.

Era um tempo de paz. Um tempo que que eu era um garoto, as ruas eram pacíficas, as pessoas se respeitavam. Meus avós e os vizinhos passeavam de mãos dadas, rodeados de filhos e netos. Tantas crianças como flores num jardim!

Mas os tempos de poesias se foram. A televisão substituiu o bom hábito que nossos pais tinham de se encontrar nas portas das casas para jogar conversa fora. As crianças já não brincam mais, cada uma correm em direção de seus quartos e ficam horas e horas jogando no computador.

Saudades daqueles tempos...

domingo, 27 de setembro de 2009

Acelerando!


Pegue sua Bíblia, abra-a em Mateus 24, leia o capítulo até o fim.

Até uma criança entenderia o significado das palavras. Ela foi escrita para que todos entendessem. E estao aí, diante de nossos olhos, os sinais.


Perdemos o cuidado de que ninguém nos engane. Surgiram falsos mestres e falsos profetas, que invadiram a igreja com fórmulas mirabolantes de crescimento numérico e não espiritual.


Guerras e rumores de guerras. Guerra de verdade e rumores de guerra, vemos isso todos os dias sentados diante da TV, ou lendo o jornal, ou acessando a internet. Estamos associando aos sinais? Não.


Acontecimentos trágicos em todos os lugares do mundo, inclusive no Brasil. São os princípios das dores, também não associamos aos sinais da vinda de Cristo. Mas são!


Ódio generalizado contra os cristãos. Já leram as notícias de que até no futebol estão proibindo toda sorte de demonstração de agradecimento a Deus? São os sinais da vinda de Cristo!


O Inri Cristo está entre nós, outros peseudocristos também estão surgindo, fazendo maravilhas, prodígios e sinais diante de nossos olhos. E muitos crêem neles, inclusive aquela apresentadora de TV que sempre o convida para conversar no seu programa.


Igualmente, alguns dos eleitos estão sendo enganados, pois eles também entraram nas igrejas e estão fazendo muitos sinais, ensinando outro evangelho e transtornando a Palavra de Deus.


Estão aí os sinais. E se acelera a volta de Cristo.


MARANATA, vem Senhor Jesus!!!


"Vivamos o dia de hoje como se Cristo voltasse amanhã"

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Ide!


Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém (Mateus 28:19:20).

Que saudades das missões, daquelas reuniões em que convidávamos missionários que contavam dos seus feitos em terras distantes. Que saudades daqueles filmes que mostravam missionários trabalhando com povos de linguas estranhas.

Realmente sinto saudades das missões. Apesar de nunca ter sido missionário, sinto saudades, pois tinha no meu coração essa vontade imensa de ir a outro país, de preferência um africano, para levar a Palavra de Deus a esses povos que viviam à margem dos outros povos.

Quase não se ouve falar sobre missões. Ainda temos uns poucos missionários em tempo integral trabalhando longe de casa. E esses missionários estão passando por muitas necessidades exatamente porque a igreja atual deixou de investir em missões.

Alguns sites como o Portas Abertas (www.portasabertas.org.br), divulgam notícias dos campos missionários. Muitos são perseguidos por causa da fé, e precisam de ajuda da igreja livre de outros países. Mas nem a igreja livre se interessa por ajudar aos irmãos que são perseguidos, exatamente porque abandonaram o "ide" de Jesus.

Missões mundiais não dão dinheiro. Shows gospeis, congressos de casais, de jovens, isso sim, dão dinheiro. Então, para que fazer missões?

Infelizmente, esse é o pensamento da liderança de hoje. Mamom, o deus da prosperidade financeira, cegou o entendimento dos crentes, de modo que o "ide" de Jesus virou o "vinde" da ganancia.

Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim (Isaías 6:8).

Ainda quero ser um missionário!

Fernando.

domingo, 20 de setembro de 2009

Meus ouvidos não são pinico - II

Créditos da imagem: Foto: Luiz Morier - O Globo

Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as que existem foram ordenadas por Deus. (Romanos 13:1)


Justiça proíbe cultos religiosos nos trens urbanos do Rio. Objetivo da ação movida pelo Ministério Público é dar sossego aos passageiros.

Esta notícia recebi pelo celular. Concordo com o que a Justiça determinou.

Não se trata de perseguição religiosa. Acho que a pregação tem hora e lugar para acontecer. Os trens urbanos, ônibus e metrô não são lugares para isso. Vou expor minhas razões.

O trabalhador acaba de sair do trabalho, está cansado, não vê a hora de chegar em casa, tomar um banho, aconchegar-se nos braços da esposa e dos filhos. Vem aí um pregador berrando a plenos pulmões dizendo que ele vai para o inferno se não aceitar Jesus como Senhor e Salvador.

É mais uma fonte de stress para o pobre trabalhador já por demais estressado. Ele quer apenas ter uma boa viajem de volta para casa. Ele e os demais passageiros não podem ser obrigados a ouvir um sermão na hora que eles menos desejam.

Paulo admoesta: prega a palavra, insta a tempo e fora de tempo, admoesta, repreende, exorta, com toda longanimidade e ensino. (2 Timóteo 4:2). Ele disse com toda longanimidade e ensino. Não de forma desordenada, nem de forma que prejudique as pessoas.

Pode-se pregar nas praças, pois quem quiser ouvir, ouve, quem não quiser ouvir, não ouve, cada um decide o que quer.

Mas dentro de um trem abarrotado de pessoas estressadas? Tenha dó desses pobres coitados. Deixe-os ir para casa em paz!

Por isso digo e repito: se meus ouvidos não são pinico, os deles também não são!

Fernando

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Meus ouvidos não são pinico


Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens. (Romanos 12:18)

Recentemente, foi divulgada uma notícia na qual um homem matou seu vizinho de quarto com uma facada no coração, simplesmente porque este estava ouvindo música gospel no volume mais alto.

Podemos aprender alguma coisa disso e aplicar no nosso coração.

Nós não devemos provocar as pessoas que não professam a mesma fé. Também não podemos enfiar goela abaixo os nossos gostos e costumes.

Nós também não gostaríamos de sermos obrigados a ouvir axé, pagode, rock, funk no último volume. Igualmente, o nosso vizinho também tem o direito de não ser obrigado a ouvir música evangélica no mesmo tom.

Jesus já nos deixou claro que, aquilo que queremos que os outros nos façam, devemos nós fazer a eles, e isso inclui o respeito aos seus direitos.

Não é tão simples assim?

Vamos viver em paz uns com os outros, amando os incrédulos, respeitando seus direitos, orando por eles, compartilhando, quando necessário, as maravilhas do Reino de Deus, sem obrigá-los a aceitar sem nenhum questionamento.

Afinal, se nossos ouvidos não são pinico, os deles também não são!

Abraços!

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Alternativa

Créditos da Imagem: extra.globo.com


Não vos fieis em palavras falsas, dizendo: Templo do Senhor, templo do Senhor, templo do Senhor é este. (Jeremias 7:4)

Acabei de saber que os líderes da igreja Renascer lançaram a pedra fundamental para a reconstrução do templo. Nada contra que a dita igreja tenha seu templo reconstruido.

Considerando os acontecimentos recentes, ponho-me a pensar se não há outras alternativas em vez de construir templos.

Para que? Precisa ser tão grande se as pessoas que vão lá se reunir nunca vão se conhecer como irmãos? Apenas um pequeno grupo vai ser conhecido e outros serão apenas "os primos".

Por que não investir nas pessoas em vez de construir grandes cadetrais? A igreja do Novo Testamento jamais teve a ousadia de construir templos para se reunir. Reuniam-se em casa, ou nas sinagogas, ou na praia, ou nos campos...

Construir templos veio depois, muito tempo depois, e com eles veio a apostasia!

Um lugar pequeno resolveria... um grande, para mais de mil pessoas só levaria à confusão.

Ah, voltando à reconstrução do templo da Renascer... por que, antes de reconstruir o templo, não pensar primeiro em aliviar a dor e o sofrimento das pessoas que foram vítimas do desabamento, como aqueles que perderam entes queridos, os vizinhos que tiveram o dissabor de ter suas casas interditadas, dando-lhes apoio moral, material e espiritual?

Fica aqui minha sugestão!

Abraços aos queridos leitores...

Fernando

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Nossa maior fraqueza


2Pe 2:1
E TAMBÉM houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.

E não é que o Apóstolo Pedro estava certo? Após a reforma de Martinho Lutero, achavam-se que a igreja voltou a trilhar o perfeito caminho de Deus. Mas Satanás é tão astuto. Aproveitou-se da nossa fraqueza de sermos facilmente manipuláveis, e usou homens que estavam no meio da nova igreja para pregar heresias de destruição.

Aqui no Brasil não foi diferente. A igreja tradicional perdeu muitos membros, também por obra de Satanás. Pois Deus jamais semearia contendas entre nós. Deus jamais desejaria que a igreja se dividisse e se digladiasse entre si. Mas Satanás sabe da nossa fraqueza.

Somos manipuláveis.

Essa é a nossa fraqueza. Mas se permanecermos firmes nos fundamentos dos Apóstolos, no partir do pão, na comunhão e nas orações, seremos como uma fortaleza inexpugnável.

Como as pessoas são facilmente manipuláveis, Satanás levanta homens fracos da igreja, os descontentes, os orgulhosos, os arrogantes e egoístas, para nos enganar com ensinos contrários à sã doutrina que nos foi ensinada.

A partir daí, surgem as divisões. Uns se levantam contra o pastor, alegando que o sermão é cansativo, antiquado. Outros dizem que falta açucar na palavra, outros querem uma massagem no ego, em vez de palavras duras contra o pecado.

E levam para fora as pobres ovelhas manipuláveis. Para alimentá-las com outro evangelho, que não o do Senhor Jesus, um evangelho que nega o Senhor e o seu resgate por nós, um evangelho que nega a soberania de Deus, mas exalta o próprio homem.

2Pe 2:15
Os quais, deixando o caminho direito, erraram seguindo o caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o prêmio da injustiça;

Sim, estes que deixaram a sã doutrina amaram mais o prêmio, amaram mais o dinheiro que que o Criador.

Abraços...

Fernando, aguardando a volta do Senhor Jesus.

domingo, 30 de agosto de 2009

Cartão vermelho!


Vai virar mania!

Na semana passada, o senador Eduardo Matarazo Suplicy tirou do bolso do paletó e mostrou o cartão vermelho, daqueles grandões, para o não tão nobre colega, José Sarney, o presidente do Senado.

A partir daí, nos finais de tarde da TV Bandeirantes, o apresentador José Datena também anda mostrando o cartão vermelho para determinadas pessoas, famosas ou não!

Indignado eu também estou com algumas lideranças no meio evangélico. Alguns nem deviam ter nascido, para não serem motivos de escândalos para os irmãos.

Até merecem...

Minha lista de quem vai levar cartão vermelho é enorme. Muitos deles estão em evidência no meio evangélico, na TV, nos congressos, na internet. Escandalizaram o puro nome de Jesus, roubaram o pobre povo da igreja, profetizaram falsamente em nome de Deus, trocaram a glória de Deus pela glória terrena.

É enorme. São tantos nomes. E vai aumentar cada vez mais.

O Senhor Jesus está voltando, Ele também vai mostrar o cartão vermelho para aqueles com quem Ele está indignado.

Abraços!!!

Fernando

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Nem tudo que é gospel é cristão!


Crédito da imagem: http://crescendoemcristo.blogspot.com/2007/12/respeitvel-pblico.html

Mt 7:21
Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

É moda!

E como tudo o que é da moda passa, a moda gospel também passará.

Todos os dias abro meu e-mail e me deparo com anuncios de shows que de cristão não tem nada, cada um deles arroga para si e para seus anunciados como sendo os melhores da categoria, ganhador de tal e tal troféu, o maior disso, o maior daquilo...

Que isso tem a ver com ser cristão? O verdadeiro cristão não diz a outro que é melhor que ele. Nem sai por aí se dizendo o maior. Antes, pelo contrário, compartilha a dor de ser um pecador, e ser imerecedor da graça de Deus.

Cansei! Cansei desses shows góspeis onde se louva a Deus da boca para fora, mas no interior continuam cheios de si mesmos, arrogantes e egoístas.

Já fui a muitos na época em que eu era um dos enganados. Já me reuni naquela praça de São Paulo para participar da Marcha Para Jesus e de uma gravação de CD/DVD de uma famosa banda gospel, com suas músicas melosas, que sei lá de onde veio a inspiração!

Hoje, mais maduro, consigo discernir o que é e o que não é cristão. Aprendi muito com pessoas maduras, com as quais convivo. Larguei a moda, e muitos jovens de hoje, também vão largar.

É preciso passar mais tempo com Deus, estudando sua Palavra para nunca mais cair na tentação da moda passageira chamada gospel.

Pelo que eu vejo, já não há mais diferença entre o mundo e o gospel!

Sejamos Cristãos, com "C" MAIÚSCULO, que é o que faz a diferença!

Abraços!!!

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Desprendimento


Lc 18:18
E perguntou-lhe um certo príncipe, dizendo: Bom Mestre, que hei de fazer para herdar a vida eterna?
Lc 18:19
Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom, senão um, que é Deus.
Lc 18:20
Sabes os mandamentos: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra a teu pai e a tua mãe.
Lc 18:21
E disse ele: Todas essas coisas tenho observado desde a minha mocidade.
Lc 18:22
E quando Jesus ouviu isto, disse-lhe: Ainda te falta uma coisa; vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres, e terás um tesouro no céu; vem, e segue-me.
Lc 18:23
Mas, ouvindo ele isto, ficou muito triste, porque era muito rico.
Lc 18:24
E, vendo Jesus que ele ficara muito triste, disse: Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas!
Lc 18:25
Porque é mais fácil entrar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.

Desprendimento! Desprender-se de bens, das coisas que nos prendem a este mundo. Desprender-se das coisas materiais, que nos impedem de entrar no Reino de Deus. Desprender-se de coisas que não nos deixam enxergar um palmo à frente do nariz. Desprender-se das velhas práticas pecaminosas que nos afastam de Deus.

Enfim, desprender-nos das riquezas.

Você seria capaz de fazer o que Jesus mandou? Vender todos os seus bens e dar o dinheiro aos pobres, e segui-lo?

Tem algum problema em deixar seus tesouros no céu onde a traça e a ferrugem nunca chegam? Para que juntar tudo agora na terra, se quando chegar aquele dia, nada levaremos conosco?

Portanto, não vá para a igreja se o seu objetivo é ficar rico aqui e agora.

Não dê seu dízimo se o seu objetivo não é colaborar com o Reino de Deus, mas para receber em dobro aqui e agora!

Aquele que junta tesouros na terra, mesmo que tenha sido abençoado por Deus, nada levará consigo quando chegar o grande e terrível dia do Senhor!

Estejam os teus olhos abertos, porque não podemos servir a Deus e às riquezas, ou odiaremos a um e amaremos a outro.

Por isso, cuidado com as profecias de prosperidade que você ouve todos os dias. Julgue você mesmo se essas profecias são de Deus ou não. Leia sua Bíblia e peça orientação do Espírito Santo.

Agora, desprenda-se também do seu egoísmo!

Abraços

Fernando

sábado, 22 de agosto de 2009

Carta Aberta a Morris Cerullo


Pr. Airton Evangelista da Costa

Senhor Morris Cerullo,

Transcrevo abaixo trechos do seu discurso na televisão, a respeito da “Unção Financeira dos Últimos Dias”. Mais adiante, farei algumas perguntas e apresentarei alguns questionamentos:

“Um milagre financeiro para as pessoas que estão assistindo hoje este programa. Algo que nunca Deus fez antes na vida dessas pessoas. “Filho, diga ao meu povo, nestes últimos dias, tenho uma unção especial; vou liberar sobre o meu povo algo que nunca jamais fiz antes”. Vou liberar sobre eles uma unção financeira. Vou no meio dessa crise levantar o meu povo, e será um testemunho para o mundo como os judeus eram um testemunho, quando Deus os tirou do Egito com toda riqueza do Egito. Deus transferiu a riqueza do pecador para os judeus. Estamos vivendo na última hora. Deus está pronto para transferir a riqueza do pecador mais uma vez, mas desta vez nas suas mãos. Vai acontecer hoje, neste programa. Eu vou orar para Deus liberar a sua unção financeira sobre a sua vida. Vou dizer o que é unção financeira em poucos momentos, mas eu quero que você faça isso. Existe um telefone aí na tela – (21) 2187.7000. Se você quer que Deus te dê a unção financeira dos últimos dias. Eu quero que você pegue esse telefone. E eu quero que você faça um compromisso para você semear novecentos reais. Você dirá: irmão Cerullo, nunca fiz isso na vida. Eu te digo, o que você semear o que Deus está nos pedindo para fazer hoje, você vai receber da parte de Deus algo que você nunca recebeu antes. Por que “nove”? Porque este é o ano de 2009. Os números são importantes para Deus. O ano passado foi 2008. Número oito... nós celebramos um novo começo. O “oito” significa um novo começo. A maior coisa que Deus pode fazer por você que está assistindo o programa, você que é um ministro, um pastor, é para Deus te dar o espírito de discernimento para você poder discernir os tempos, poder entender o que está acontecendo. “Nove” significa completo. Você dirá: Deus tem feito promessas para mim, mas elas nunca foram cumpridas. Ouça a voz de Deus, hoje. Se você for ao telefone e fizer um compromisso para semear R$900,00, e você disser: Deus, quero dar meu passo na minha unção financeira dos últimos dias. “Eu te prometo: antes de chegar o dia primeiro de janeiro, Deus irá cumprir toda a profecia, todas promessas que ele já fez sobre a tua vida”.

Antes que me incline a semear R$900,00, faço algumas considerações:

O senhor disse que “tal coisa nunca aconteceu em sua vida”. Realmente, nunca aconteceu de ouvir tal proposta. Nenhum profeta bíblico profetizou qualquer coisa para arrecadar dinheiro para si ou para outrem. Elizeu, profeta de reconhecida integridade moral, recusou a valiosa oferta de Naamã. Não quis profanar o templo de sua consciência.

“O número nove significa completo” – Se o senhor usou esse argumento para justificar o elevado preço de R$900,00, deu-se mal. Pior ainda quando revelou que estávamos no ano 2009 e o ano anterior teria sido 2008, e que o “oito” indica começo. E parou por aí. Nenhuma base bíblica usou para tal afirmação.

O senhor disse que Deus vai transferir a riqueza dos pecadores para o seu povo. Ora, isso agravaria a crise, antes de resolvê-la. Seria um desastre econômico de proporções gigantescas. Cento e sessenta milhões de brasileiros ficariam pobres de uma hora para outra, enquanto 40 milhões de crentes ficariam ricos da noite para o dia.

“Estamos vivendo os últimos dias” – Como é que o senhor soube? Quantos dias restam para o fim de todas as coisas? O senhor deveria ter sido mais explícito. Há dois mil anos, o apóstolo revelou: “Filhinhos, é já a última hora” (1 Jo 2.18). Não é preciso ser profeta para saber que o fim se aproxima. Poderá durar um dia, dez anos, cem anos ou dois mil anos. Digamos que o senhor tenha razão e que o fim virá dentro de poucos anos. Pergunto: para que unção financeira se já estamos na reta final?

“Todas as promessas serão cumpridas a partir de primeiro de janeiro” – Senhor Morris, o senhor foi muito ousado em tal profecia. Por que essas benesses só funcionarão a partir dessa data? O cumprimento da profecia começa dia primeiro e dura quanto tempo? Um mês, seis meses, um ano? Quer dizer que, além da riqueza que será transferida dos pecadores, os crentes receberão carros importados, mansões, aviões, conversão na família, e tudo o mais que lhes foi prometido por Deus durante anos e anos?

Senhor Cerullo, o senhor não citou em nenhum momento o nome do Senhor Jesus, nem o evangelho da graça. Na minha Bíblia, e em qualquer Bíblia popular de dez reais, está escrito: “Buscai, antes, o Reino de Deus, e todas essas coisas [o comer e o vestir] vos serão acrescentadas” (Lc 12.22, 31). Diz mais: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque aquele que pede recebe... Vosso Pai dará bens aos que lhe pedirem” (Mt 7.7, 11). Também diz a minha Bíblia que Deus nos dá, de graça, sabedoria (Tg 1.5). Pergunto: Por que Deus, apesar da palavra, nos cobraria R$900,00 para nos abençoar com essa unção financeira?

Senhor Cerullo, lamento dizer que sua profecia chegou com atraso. Os indicadores econômicos revelam que o Brasil está em vias de vencer a crise. A mesma coisa acontece em alguns países. Com crise ou sem crise, temos no Brasil muitos irmãos necessitados, mas Deus supre suas necessidades.

Senhor Morris Cerullo, o alto valor cobrado pela unção financeira deve ter causado muitos constrangimentos no meio do povo de Deus, naqueles que acreditaram no seu discurso. Muitos não conseguiriam pagar um preço tão elevado. Os assalariados teriam que trabalhar três meses para ter esse dinheiro. Se os benefícios viessem de forma imediata, até que poderiam pensar. Mas o senhor esticou o prazo para janeiro de 2010. E estamos em agosto de 2009. Seriam seis meses de espera. No deserto, Moisés intercedeu pelo povo e Deus ouviu e atendeu. O senhor não poderia arrazoar com Deus sobre a questão desse valor?

A sua profecia, senhor Cerullo, comete uma injustiça. E por causa disso, não acredito seja de Deus. Os crentes pobres, que não possuem novecentos reais para “semear”, não mudarão de vida; continuarão pobres. Os ricos ficarão mais ricos.

“Vou orar para Deus liberar a unção financeira” – Se o senhor informa que a unção e a riqueza virão para quem semear R$900,00, para que a oração? O senhor colocou a questão como se fosse algo mecânico e automático: ofertou, levou. Por isso, estranhei a necessidade de oração.

Sugiro-lhe que peça a Deus a unção financeira sobre os irmãos pobres do mundo inteiro, não só do Brasil. Mas, por favor, que seja gratuitamente. Uma unção por R$900,00 vai piorar a situação dos pobres.

Pastor Silas Malafaia, junte a sua fé à do profeta Morris Cerullo, e façam os dois uma oração poderosa, na televisão, para que Deus libere, de graça, a unção financeira dos últimos dias em favor de todos os crentes pobres deste país, independente de qualquer pagamento.

19.08.2009

Pr. Airton Evangelista da Costa
aicosta@secrel.com.br
www.palavradaverdade.com
www.palavradaverdade.org

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Triste realidade! Doce sonho!


At 2:42
E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.
At 2:43
E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos.
At 2:44
E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
At 2:45
E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister.
At 2:46
E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,
At 2:47
Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.

É o meu sonho! Assim que eu gostaria que a igreja fosse. Perseverar na doutrina dos Apóstolos. Dos verdadeiros Apóstolos. Não destes falsos apóstolos que estão pipocando por aí.

O dinheiro, então, nem se fala, seria revertido em benefício da própria igreja. Não haveriam pessoas necessidadas, não haveriam analfabetos, pois o dinheiro dos dízimos seria para abrir escolas para os filhos dos membros estudarem de graça.

Também não haveriam pobres, pois todos repartiriam com todos. Cada um passava seus dons e conhecimentos ao próximo, ajudando-o no que fosse preciso. Assim a igreja cresceria na graça de todo o povo. Do povo de fora, é claro. Estes veriam que a igreja é um bom lugar para investir o futuro. Pois seria um lugar onde as pessoas ajudavam uns aos outros.

Mas é só um sonho.

A realidade está aí. Pastores se enriquecendo às custas do rebanho, profetas profetizando falsamente em nome de Deus, falsos apóstolos dominando duramente sobre a igreja.

O nome de Jesus é jogado na lama por estes bandos de malfeitores que se aproveitam da boafé dos pobres irmãos. E a sociedade nos vê como um povo que só pensa em dinheiro.

Triste realidade! Doce sonho!

Um abraço do seu irmão sonhador!

Fernando